Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Desenho é Vida: Maria Emília Alvarenga

Na série de posts Desenho é Vida vamos contar experiências legais de alunos e como o desenho faz parte do dia-a-dia. Conheça a história de Maria Emília de Alvarenga, aluna desde 2016.

Maria Emília Alvarenga, aluna do curso de Desenho Artístico e Pintura em Tela.

Hoje Emília é aluna dos cursos de Desenho Artístico e Pintura em Tela. Recentemente começou um projeto de caderno de botânica onde desenha plantas medicinais e escreve seus apontamentos. “O Maicon me convidou para fazer o caderno de botânica com experiências próprias”, lembra.

Emília conta que as pessoas a procuram constantemente para recomendar plantas medicinais. Ela diz que só receita as plantas que realmente conhece, ou seja, as plantas que já tomou e pesquisou, para então transmitir com segurança.

O caderno de botânica é uma forma de praticar o desenho, mas também permitir que seu conhecimento seja passado adiante.

Desenhar era o sonho de Emília, mas já achou que não seria capaz de aprender. Começou a desenhar para acompanhar a neta e acabou se apaixonando pela arte. Recorda também que quando morava em São Paulo fazia pintura em tecido.

Uma amiga a convidou para começar o curso aqui nas Aulas de Desenho Sorocaba. Antes de começar o curso Emília conta que desenhava com ajuda quadriculados, mas na escola aprendeu a desenhar através da observação sem usar os quadriculados. “Achei um método mais adequado. No começo parece difícil, mas quando você chega lá adquire mais segurança”, comenta.

Ela começou o curso quando se aposentou. “Aposentado é uma coisa, acomodado é outra”, brinca.

Além das técnicas, Emília aprendeu a ficar mais tranquila. Ela considera o desenho como terapia, uma atividade em que esquece do resto do mundo e faz o horário passar rápido. Diz que o desenho ajuda a ser uma pessoa mais equilibrada. “Se eu ficar sem uma atividade fico neurótica, não me aguento”.

Quando seu bisneto de 6 anos vai visitar, gostam de passar o tempo desenhando juntos. “Eu sou outra pessoa quando estou desenhando”.


Se você também ama desenhar e quer saber mais sobre nossos cursos, entre em contato.

Enviar mensagem via WhatsApp